domingo, 25 de outubro de 2009

Resposta a um e-mail que recebi

MIRIART
Amigas,
respondendo um e-mail bem carinhoso que recebi, quero falar como começei a fazer trabalhos manuais. Quando eu tinha 8 anos, minha mãe me colocou na LBA aqui da cidade para aprender a fazer chochê e tricô. Aprendi a fazer várias coisas e pontos, sapatinho, palitó, toucas, biquinhos em crochê e essas coisas agente nunca esquece, é como andar de bicicleta. Houve uma época em minha vida que eu trabalhava em uma agência de publicidade e fiquei muito estressada, muita cobrança, muito acumulo de tarefas, adoeci, foi ao médico e ele me orientou uma terapia ocupacional ou eu ia pirar!!!!Pensei, o que fazer como alternativa de terapia ocupacional? se eu não tinha paciência para esses coisas de agulha, resumindo, eu não conseguia ficar muito tempo parada fazendo a mesma coisa. Cresci vendo minha mãe bordar enxovais lindos para bebês, umas mantas lindas no fustão e piquê, fazer  ponto cruz, bonecas lindas de porcelana em abaju, ela fazia umas bonequinhas de juta com florzinhas do cerrado para o SESI, uns presépio lindos que fazia um sucesso enorme, era um grupo de mulheres aqui da cidade que produziam pro SESI um projeto da época. Como alternativa resolvi aprender a borda ponto cruz, gostei, mas não era aquilo que queria. Então pedi pra minha mãe de ensinar a fazer o bordado rococó, ai me apaixonei e começei a fazer, a bordar umas roupas minhas.  Pegava uma roupa já usada e a transformava em outra, fui gostando e me calmando. O interessante e que ficava bem legal, as amigas gostava e começei a receber encomendas. Nesse meio tempo, aprendi a fazer bijuterias e começei a brincar com as técnicas, crochê, tricô, bordado, miçangas. Criei uma caracteristica para minhas peças. Ai as amigas e as pessoas por perto começaram a me chamar de Miriart e foi assim que coloquei minha marca. Miriá do meu nome e arte no final. Já fiz vários trabalhos legais que foram exportados para Argentina e Espanha, tenho alguns que foi pra Portugual. Hoje adoro fazer trabalhos em artesanato, amo muito criar, sou uma pessoa mais calma, paciente e o melhor de tudo e que me curei do estresse. E sou muito feliz assim e venho aquidirindo paciência. Então é isso. Gente sou apaixonada pelo que faço. Ah! quero dizer que não sou artesã somente, trabalho fora, tenho minha família, meus 2 filhos lindos e um marido que é o meu consultor de qualidade, se não ficou bom ele fala na hora. E é assim. Beijos a todos!!!! Grata pela oportunidade de falar um pouquinho de mim!!!!!!!

Nenhum comentário: